+ VIAGENS DE BICICLETA - EMISSÕES

Si quieres sumarte como promotor de la campaña, además de firmar la petición, envía tu logo por correo electrónico a: [email protected]


Agrega a tu blog la liga a esta página con este botón. Copia el código:

<a href="http://5porciento.bicired.org/"><img src="http://5porciento.bicired.org/boton.png" /></a>

Promover o uso da bicicleta e o caminhar permite à sociedade e às pessoas avançar para uma mobilidade eficiente, sustentável e equitativa em nossa cidade. Os que optam por este modo de transporte economizam espaço, não poluem e consomem menos recursos. Convidar as pessoas a caminhar e a pedalar permitirá que milhões de cidadãos se tornem fisicamente mais ativos, melhorando a saúde da população e criando uma melhor convivência no espaço público.

Reconhecemos que, nos últimos anos, foram conseguidos avanços em nossa cidade, mas também sabemos que ainda há muito por fazer.

Os principais obstáculos para usar a bicicleta e caminhar são o projeto deficiente das ruas e o espaço público que, durante décadas, incentivou e privilegiou o automóvel, levando os cidadãos a ter que adaptar seus hábitos de mobilidade às demandas motorizadas.

Considerando isso, as organizações abaixo assinadas solicitam, atenciosa e respeitosamente a esta Prefeitura, que inclua em seu orçamento para 2012, pelo menos 5% do total destinado ao transporte para fomentar o uso da bicicleta, a fim de alcançar os níveis de saúde, segurança viária e redução de emissões de gases de efeito estufa que a nossa cidade necessita.

Tais recursos devem ser destinados a três estratégias-chave:

I. INFRAESTRUTURA DE QUALIDADE

a) Construir faixas exclusivas e manter as existentes nas avenidas com maior trânsito, de modo que sejam seguras, diretas, confortáveis e atrativas para os cidadãos que andam de bicicleta. Simultaneamente, conectar estas faixas com ruas secundárias, fazendo adequações viárias para que os ciclistas compartilhem a rua de maneira segura com os demais veículos, criando, assim, uma ampla rede que una os principais destinos de viagem a trabalho, educação, compras, recreação etc.

b) Aumentar o espaço e a visibilidade dos cidadãos que usam bicicletas através de sinalizações horizontais e verticais, assim como dispositivos de controle de trânsito (isto é, sinalização informativa e semáforos exclusivos) que protejam e orientem os ciclistas na cidade.
c) Integrar o uso das bicicletas aos sistemas de transporte público, principalmente através de estacionamentos seguros e próximos às estações.

II. CULTURA E PROMOÇÃO PARA A SAUDÁVEL CONVIVÊNCIA

a) Incentivar a cultura do uso da bicicleta e outras formas de transporte não motorizado, através de circuitos dominicais livres de automóveis, programas de bicicletas públicas e campanhas para ativar e facilitar seu uso.
b) Fortalecer a educação viária de todos os atores no trânsito, através de programas didáticos em escolas e universidades e, em especial, no treinamento e nas exigências para obter licença para conduzir veículos motorizados.

III. MARCO REGULATÓRIO PARA UMA CIDADE SEGURA E EQUITATIVA

a) Reformar regulamentos de trânsito para que garantam e priorizem a mobilidade de bicicleta assim como sua fiscalização.
b) Diminuir o uso e velocidade do automóvel privado mediante a criação de zonas de tráfego calmo e zonas de pedestres, limitando e tornando mais caro o estacionamento no espaço público.
c) Deter o crescimento disperso das manchas urbanas, mudando regulamentos para que incentivem maior densidade e uso misto do espaço para gerar distâncias mais curtas e menor consumo de energia.

Estamos em um momento crucial para o futuro de nossa cidade e do planeta. Por isso, acreditamos que é o momento de tomar decisões inovadoras e corajosas que mudem o paradigma da mobilidade em nossa cidade, realizando investimentos públicos e pensando nas gerações futuras.